A medicina tradicional alopática, enxerga os sintomas como uma manifestação da doença, enquanto que a homeopatia os enxerga como uma reação natural do organismo, contra a doença. A alopatia atua no combate às doenças com remédios anti-sintomas, que em muitos casos bastam, para o paciente melhorar. Mas essa cura não é verdadeira, havendo apenas uma ação paliativa, ou seja os sintomas são suprimidos. A supressão da manifestação dinâmica psicossomática, pode obrigar uma mudança de endereço dos sintomas, que reaparecem em outros locais, e às vezes são mais graves.

O homeopata parte do princípio de que a reação orgânica varia conforme o indivíduo, e cria um sistema de tratamento voltado especificamente para o doente. Isso porque na homeopatia não existem enfermidades, mas sim enfermos. Procurando remover a causa energética das doenças, a homeopatia promove a rearmonização do organismo e a cura real.

Ao administrarmos remédios que estimulam o poder de cura, próprio do organismo e a sua reação, ao invés de suprimi-la, ajudamos o paciente a recuperar a saúde. A cura pelos semelhantes (Similia similibus curentur), vem de maneira suave e é duradoura.

 

Entre em Contato