Inúmeras pesquisas comprovam que os animais têm sentimentos, sofrem, podem ter prejuízos psicológicos e físicos devido ao estresse, e portanto necessitam de muitos cuidados quanto à sua SAÚDE MENTAL. A especialização da Medicina Veterinária na área de Comportamento Animal é ainda recente no Brasil e tem como objetivo a melhora do bem estar e da saúde mental dos animais, levando em contatambém o melhoramento da convivência com os tutores no lar. É importante lembrar que não existe um tratamento padrão para nenhuma situação comportamental já que cada animal é um indivíduo, portanto com características subjetivas e um contexto único.

A primeira consulta tem duração aproximada de duas horas e consiste na coleta de informações aprofundadas sobre o histórico geral, médico e comportamental do animal, assim como a caracterização do contexto familiar e do lar. O atendimento clínico pode variar desde a consultoria sobre a escolha um novo animal, como cuidar de um filhote prevenindo problemas comportamentais e demais dificuldades de convivência geral; até o tratamento de sérios problemas comportamentais que podem acometer os cães e gatos, como: agressividade, comportamento ansioso, eliminações (coco e xixi) em locais indesejados, ansiedade de separação relacionada aos tutores, problemas com alimentação (obesidade, compulsão por um tipo de alimento ou por algo que não seja alimento), medos ou fobias (fogos de artifício, sons altos, pessoas, animais etc), comportamentos compulsivos (o lamber excessivo, marcação com urina, perseguição etc), destruição de objetos, disfunções cognitivas (comum em animais idosos), vocalização excessiva, dentre outros. É importante também lembrar que desbalanços na saúde mental do animal podem levar à diversas doenças físicas devido à interação corpo e mente.

Ressaltamos que este não é um trabalho de adestramento, mas de detalhada avaliação e tratamento médico e psicológico do caso específico, além de educação continuada dos tutores quanto ao quadro.

 

Entre em Contato